Nesta quinta-feira (15), o senador Marcos do Val, do partido Podemos-ES, que foi alvo de operações de busca e apreensão da Polícia Federal, fez declarações a respeito do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo o senador, Moraes deve ter se sentido afrontado devido à atuação de Marcos do Val na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga os atos de 8 de janeiro. Em resposta, o senador apresentou um requerimento para convocar o magistrado a prestar esclarecimentos.

Durante uma entrevista à GloboNews, Marcos do Val comentou sobre o fato de a operação ter ocorrido justamente no dia de seu aniversário. O senador afirmou que a convocação do ministro na CPMI pode ter sido um dos motivos para a ação contra ele.

O senador explicou que tomou essa medida porque o relatório da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) indicava que o STF e o Superior Tribunal Eleitoral foram previamente informados sobre os acontecimentos do dia 8 de janeiro. Assim, ele desejava que o ministro pudesse dar explicações a respeito dessas informações.

Após a autorização de Moraes, os agentes da Polícia Federal estiveram em diferentes endereços relacionados ao senador, incluindo seu gabinete no Congresso Nacional, seu apartamento funcional em Brasília e sua residência em Vitória, Espírito Santo.

Marcos do Val está sendo investigado por suposta tentativa de obstrução do inquérito que apura os atos ocorridos em 8 de janeiro. Além disso, a PF está averiguando se o senador teria arquitetado um plano contra Moraes e busca penalizá-lo por publicações feitas em suas redes sociais envolvendo o ministro. A Polícia Federal chegou a solicitar a prisão do senador, porém, o magistrado negou o pedido.

O senador afirmou que não pretende depor à Polícia Federal no momento. Segundo ele, a Advocacia do Senado e o Senado Federal se sentiram invadidos, já que o celular apreendido não pertence a ele, mas sim ao Senado Federal, contendo conversas com outros senadores da República. Marcos do Val ressaltou que todos os senadores estão expostos a informações relacionadas à área de inteligência.

O caso envolvendo o senador Marcos do Val e o ministro Alexandre de Moraes continua a despertar atenção tanto da mídia quanto do público. À medida que mais informações surgem, é importante acompanhar os desdobramentos desse episódio, que pode ter impactos significativos no cenário político brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies