Lula se reúne com Barroso um dia após aprovação da PEC do STF

A reunião entre Lula e Barroso, um dia após a aprovação da PEC que limita as decisões monocráticas do STF, pode ser interpretada como uma tentativa de acalmar os ânimos entre o Executivo e o Judiciário.

O encontro foi marcado pelo clima de cordialidade, com os dois líderes políticos trocando sorrisos e cumprimentos. No entanto, é possível que o assunto tenha sido abordado, já que a aprovação da PEC foi uma derrota para o STF.

Barroso, que foi um dos principais críticos da PEC, disse que a Corte vai analisar o texto com “rigor técnico”. Ele também afirmou que o STF continuará a atuar com independência e autonomia.

Lula, por sua vez, disse que a reunião foi um “momento de diálogo” e que o Brasil precisa de um Judiciário “forte e independente”.

A aprovação da PEC é um sinal de que o Congresso Nacional está disposto a limitar o poder do STF. Isso pode abrir um novo capítulo na relação entre os dois poderes, com potencial para gerar conflitos.

É importante ressaltar que a PEC ainda precisa ser aprovada pela Câmara dos Deputados. Se for aprovada, ela vai entrar em vigor após sua publicação no Diário Oficial da União.

Bruno Rigacci

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies