Nesta terça-feira (26), o ex-ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas (Republicanos), disse que o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) tem de ser “banido do Brasil”. Ele deu declarações durante um evento na Associação Comercial de Presidente Prudente, no interior de São Paulo.

Tarcísio é o indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) para concorrer ao governo de São Paulo. As informações são do jornal O Globo e do portal Poder 360.

O posicionamento de Freitas a respeito do MST foi aplaudido pelos participantes do evento. Ele se manifestou após um comerciante ter reclamado que o Pontal do Paranapanema (SP) precisava de desenvolvimento para deixar de ser conhecido pelos sem-terra e presídios.

— O Portal do Paranapanema tem que deixar de ser a terra do MST. Aliás, esse fantasma do MST tem que ser banido do Brasil, porque a única coisa que eles trouxeram até hoje foi insegurança para o campo, para o crédito, para investimento — falou o ex-ministro.

Ele também falou em “transformar assentados em produtores” e dar acesso a crédito ao “sujeito que está com a orelha queimada de sol e calo na mão”.

Fonte: Pleno News