O jornalista Boris Casoy se manifestou a respeito da cantora Bebel Gilberto, que pisoteou a Bandeira do Brasil durante um show em São Francisco, nos Estados Unidos, no último dia 19. Durante o Liberdade de Opinião desta segunda-feira (25), ele afirmou que a artista é uma pessoa politizada e sabia muito bem o que estava fazendo.

– A Bebel é uma pessoa politizada, de uma família politizada, e ela sabia muito bem o que estava fazendo. Foi um ato deliberado, um ato hostil ao Brasil e extremamente ofensivo ao Brasil e aos brasileiros. Inclusive, com um agravante de estar acontecendo no exterior – avaliou Casoy.

Ele também leu uma frase que a cantora disse durante o show nos EUA.

– Desculpe fazer isso, mas acham que eu estou feliz em ser brasileira ou não? – declarou Bebel, na apresentação em que pisoteou a bandeira brasileira.

Boris Casoy questionou se o silêncio da classe artística em relação ao episódio não seria “uma identificação ideológica da esquerda brasileira” com a cantora.

– É muito estranho — estranho, mas eu já sabia que iria acontecer — que a chamada classe artística brasileira não tenha se manifestado a respeito disso. Será que é uma identificação ideológica da esquerda brasileira com dona Bebel? Será que a classe artística brasileira, tão ativa politicamente, concorda com o ato da dona Bebel? – falou o jornalista.

Após a repercussão negativa do ato, Bebel disse lamentar o ato “impensado” e por, segundo ela, ter dado munição para ataques do que chamou de “extrema-direita”. Casoy também criticou o pedido de desculpas da cantora.

– A senhora errou como se estivesse dado uma facada em alguém e depois tirasse a faca das costas da sua vítima e pedisse desculpas – avaliou.

Fonte: Pleno News