Nesta quarta-feira (13), presidentes dos partidos que vão apoiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), como PSB, Solidariedade, PCdoB, PSOL e Rede, além do próprio PT, vão participar de uma reunião com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, que será o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) durante as eleições deste ano.

No encontro, os dirigentes vão entregar um “memorial sobre a violência política contra a oposição no Brasil” e pedir iniciativas do TSE para garantir “eleições pacíficas”.

O movimento foi impulsionado após a morte de Marcelo Aloizio de Arruda, tesoureiro do PT em Foz do Iguaçu, no último sábado. O autor dos disparos que mataram o petista é o agente penitenciário federal Jorge José da Rocha Guaranho, apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL), como mostram suas publicações nas redes sociais. Por conta disso, polícia investiga o crime como sendo de “motivação de política”.

*Com informações da AE

Fonte: Pleno News