Retirado da liderança da campanha de João Doria ao Palácio do Planalto, o presidente do PSDB, Bruno Araújo, não ficou nem um pouco insatisfeito com a decisão do ex-governador de São Paulo. Em uma publicação no Twitter, o atual comandante do partido demonstrou alívio por sair de algo que, segundo ele, não fazia “questão de exercer”.

– Ufa! Comando que nunca fiz questão de exercer. Aliás, ele [Doria] sabe as circunstâncias em que e o porquê “aceitei” à época. Aliás, objetivo cumprido! – escreveu Araújo no Twitter nesta sexta-feira (15).

Mais cedo nesta sexta, a equipe de Doria comunicou a substituição de Araújo do posto de coordenador-geral da campanha pelo presidente-geral do partido em São Paulo, Marco Vinholi. Em nota, a equipe de Doria afirmou que a troca seria motivada por recentes manifestações de Araújo durante entrevistas e encontros empresariais.

– Araújo havia sido convidado por Doria para a função. Mas em recentes manifestações durante entrevistas e encontros empresariais, relativizou a candidatura de Doria, que venceu democraticamente as prévias do partido em novembro. Essa postura, considerada pouco agregadora, motivou a decisão – disse o comunicado.

Fonte: Pleno News