Nesta terça-feira (15), o presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse que seu país não tem como objetivo um conflito armado na Europa. Ele deu declarações durante uma entrevista coletiva ao lado do chanceler da Alemanha, Olaf Scholz, em Moscou.

Ao falar sobre a tensão militar na fronteira com a Ucrânia, o presidente russo falou que não quer guerra. As informações são da agência EFE.

– Se queremos uma guerra? É claro que não – declarou Putin.

Chanceler da Alemanha, Olaf Scholz, e o presidente da Rússia, Vladimir Putin Foto: EFE/EPA/SERGEY GUNEEV/KREMLIN POOL/SPUTNIK

Ele destacou ainda que seu país apresentou propostas de negociações sobre segurança na Europa. Segundo Putin, o resultado deve ser um acordo que atenda aos interesses das partes envolvidas.

Sobre as exigências de segurança da Rússia para os Estados Unidos e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), o líder russo disse que não recebeu uma resposta construtiva, mas que espera continuar o diálogo.

Ele apontou que as futuras negociações devem levar em conta as preocupações de segurança da Rússia, que incluem não expandir a Otan para o leste e rejeitar a implantação de sistemas de ataque perto das fronteiras com a Rússia.

Perguntado se continuará a retirar tropas de perto da Ucrânia, Putin disse que isso dependerá da “situação”.

– Como a Rússia vai agir? De acordo com o plano. E em que consiste? A situação real no terreno. Quem pode dizer como a situação vai evoluir? Ninguém, por enquanto. Não depende apenas de nós – falou.

Fonte: Pleno News