Em entrevista ao jornal da Cidade Online, nesta terça-feira (9), o presidente Jair Bolsonaro disse que tem 10% de si dentro do Supremo Tribunal Federal (STF). O chefe do Executivo fez referência ao ministro Kassio Nunes Marques, indicado ao posto por ele em outubro de 2020.

Nunes Marques assumiu a cadeira deixada por Celso de Mello.

– Eu indiquei um para o STF. Vamos considerar o presidente, que só em caso extremo tem uma participação mais ativa dele. São 10 que decidem lá; hoje eu tenho 10% de mim dentro do STF. Não é que eu mande no voto do Kassio, mas o que eu podia apresentar ao Senado, naquele momento, era o Kassio – disse Bolsonaro.

Segundo ele, Kassio tem equilibrado o STF.

– Quando se fala em pautas conservadoras, ele já pediu vista de muita coisa que tem que a ver com conservadorismo, porque, se ele apenas votasse contra, ia perder por 8 a 3, ou 10 a 1. Você não quer perder. Queremos ganhar o jogo ou empatar. Ele está empatando esse jogo – falou o presidente da República.

Bolsonaro se manifestou ainda a respeito dos imbróglios na indicação de seu segundo nome ao STF, o ex-advogado-geral da União André Mendonça, que aguarda a sabatina no Senado Federal há quatro meses.

– Queria que as pessoas que estão contra o André falassem que estão contra por algum motivo, mas elas não têm. Estão contra pela independência dele, talvez pela religiosidade, ou porque o voto dele não seja o preferido. O grande problema sou eu, não é ele. Se eu for reeleito, vou botar mais dois com o perfil parecido com o André. Não que sejam evangélicos, o evangélico eu estou com o compromisso agora, eu estou pagando e me sinto muito bem.

Fonte: Pleno News