Durante participação no programa Papo de Segunda, do GNT, nesta segunda-feira (8), o ator e diretor Wagner Moura afirmou que o presidente Jair Bolsonaro não vai conseguir a reeleição em 2022.

– Pelas vias democráticas, Bolsonaro não vai ganhar a eleição – declarou.

Atualmente morando em Los Angeles, nos EUA, o ator disse que as pessoas no exterior se referem ao Brasil com uma certa “pena”.

– As pessoas vêm falar com você com uma certa pena. Tipo: “cara, força”. Porque é trágico. O país está sendo totalmente destruído. Aumentou a quantidade de gente na rua, pedindo comida, passando fome. São 19 milhões de famintos, um problema que já tínhamos superado. E você sentir isso [de] lá, de fora; são emoções contraditórias – disse o artista, que é crítico ferrenho do atual governo brasileiro.

O diretor do recém-lançado filme Marighella também fez questão de exaltar movimentos sociais como o movimento feminista, o movimento negro e o LGBTQIA+.

Em uma comparação do Brasil com os EUA, Moura fez críticas a Donald Trump.

– De certa forma, o que aconteceu nos EUA é um pouco isso. Não que os EUA vivam um momento maravilhoso, mas eles se distanciaram da tragédia que foi o governo Trump. As forças progressistas levaram Biden pra um lugar de progressista que ele mesmo não têm porque, em momentos de distopia, é que a resistência ganha força – disse.

– Tenho muita esperança [de] que daqui, desse momento trágico, a gente vai pra outro lugar, que é um lugar de reconstrução, que vai demorar, mas vai ser um lugar melhor – completou Wagner Moura.

Fonte: Pleno News