Maioria vê piora da economia nos últimos 12 meses, indica pesquisa

Na mais recente pesquisa realizada pela Genial/Quaest sobre a gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), divulgada nesta quarta-feira (10), os resultados apontam para uma insatisfação generalizada com a economia do país. Com base em entrevistas com 2 mil eleitores de 16 anos ou mais, o levantamento revela percepções divergentes sobre o cenário econômico nos últimos 12 meses.

Principais Resultados:

  1. Piora Econômica: Para a maioria dos entrevistados, 36%, a economia no Brasil piorou significativamente no último ano. Esse dado reflete a preocupação com questões como inflação, desemprego e instabilidade financeira.
  2. Estabilidade Percebida: Outros 32% dos participantes acreditam que a economia permaneceu estável, sem grandes mudanças. Essa visão pode estar relacionada à sensação de que o país não avançou nem retrocedeu economicamente.
  3. Melhora Relativa: Cerca de 28% dos entrevistados avaliam que houve alguma melhora na economia. Essa perspectiva otimista pode estar associada a indicadores como investimentos, crescimento do PIB e programas sociais.

Poder de Compra e Desafios:

Independentemente da classe social, há consenso de que o poder de compra dos brasileiros diminuiu em relação ao ano anterior. Itens essenciais, como combustíveis, alimentos e energia, estão mais caros, impactando diretamente o bolso dos cidadãos.

Metodologia e Margem de Erro:

A pesquisa foi conduzida entre os dias 5 e 8 de junho, com uma margem de erro de 2 pontos percentuais para cima ou para baixo. O nível de confiança é de 95%, o que confere robustez aos resultados obtidos.

Em resumo, a pesquisa Genial/Quaest destaca a preocupação dos brasileiros com a economia e aponta para a necessidade de políticas públicas que promovam o crescimento sustentável e o bem-estar da população. O presidente Lula enfrenta o desafio de lidar com essas questões e buscar soluções que beneficiem a todos os cidadãos.

Bruno Rigacci

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies