Nicarágua encerra atividades de rádio católica e de mais 12 ONGs

A Associação Rádio Maria, que operava como uma organização sem fins lucrativos, teve seu status legal cancelado pelo governo da Nicarágua. Além dela, outras 12 associações também tiveram sua existência legal dissolvida. Essa medida ocorreu em meio a tensões entre o governo do ditador sandinista Daniel Ortega e a Igreja Católica.

A Radio Maria, que funcionava há 40 anos, teve sua personalidade jurídica revogada por “não conformidade”, após supostamente não relatar suas demonstrações financeiras entre 2019 e 2023.

O bloqueio de suas contas bancárias também afetou sua operação. Essa ação faz parte de um contexto de crise política e social na Nicarágua, que se intensificou após as polêmicas eleições gerais de 2021, nas quais Ortega foi reeleito para um quinto mandato consecutivo.

Bruno Rigacci

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies