Abrigos do RS: Janja vê risco para mulheres em banheiros coletivos

Política Nacional

A primeira-dama do Brasil, Janja da Silva, fez um apelo ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva para aumentar a presença de policiais femininas nos abrigos do Rio Grande do Sul. Em meio a relatos de abuso sexual nesses locais, Janja argumentou que a presença de policiais masculinos pode ser mais intimidadora do que auxiliar para as mulheres abrigadas.

Durante uma entrevista ao Instituto Conhecimento Liberta, Janja expressou sua preocupação com a segurança das mulheres nos abrigos, especialmente durante a noite, e sugeriu a criação de espaços separados para mulheres e crianças, bem como para homens desacompanhados. Ela destacou a importância de proporcionar um ambiente seguro onde as mulheres possam se sentir protegidas, inclusive ao usar banheiros coletivos.

A proposta de Janja recebeu atenção nas redes sociais, onde o deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG) interpretou suas palavras como um apoio indireto à posição conservadora sobre a segregação de banheiros com base no sexo biológico. Ferreira agradeceu ironicamente a Janja por seu “apoio” à causa conservadora.

A discussão sobre a segurança em abrigos e a adequação das instalações para diferentes grupos é um tema sensível e complexo, que requer atenção e soluções cuidadosas para garantir a dignidade e o bem-estar de todos os afetados por desastres naturais.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *