O presidente Lula (PT) abordou nesta quarta-feira (31) o combate ao crime organizado e ao pequeno crime. Para ele, o crime organizado se tornou uma “grande indústria multinacional”, presente em diversos setores da sociedade, como imprensa, política, futebol e empresariado.

Lula pretende “humanizar o combate ao pequeno crime” e “jogar pesado contra a indústria internacional do crime organizado”, que possui recursos e poder para influenciar decisões.

Ao lado do ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, Lula também defendeu a educação como base para a formação de um “novo ser humano” e criticou o discurso de que “bandido bom é bandido morto”.

Dino, por sua vez, mencionou a necessidade de revisar a Lei de Execução Penal, com 40 anos de idade, e apresentou um projeto de lei sobre o tema no Senado. O ministro defendeu as alternativas penais como medidas eficientes e não como sinais de fraqueza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies