Moraes promove devassa contra nomes do PL para eleições no Rio

As decisões de Alexandre de Moraes contra nomes do PL no Rio de Janeiro podem ter um impacto significativo nas eleições municipais no estado.

No caso de Alexandre Ramagem, a operação da PF pode prejudicar sua candidatura à Prefeitura do Rio. O delegado é pré-candidato do PL e aparece na segunda colocação nas pesquisas de intenção de voto, atrás apenas do atual prefeito, Eduardo Paes.

A suspeita de que Ramagem tenha participado de um esquema de monitoramento ilegal de autoridades e cidadãos pode gerar desconfiança entre os eleitores. Isso pode reduzir sua popularidade e dificultar sua vitória nas eleições.

No caso de Carlos Jordy, a operação da PF também pode ter um impacto negativo em sua candidatura à Prefeitura de Niterói. O deputado é o líder da oposição na Câmara dos Deputados e é visto como um dos principais nomes do PL no estado.

A acusação de que Jordy tenha participado de atos antidemocráticos pode prejudicar sua imagem e dificultar sua vitória nas eleições.

A filiação de Carlos Bolsonaro ao PL também pode ter sido prejudicada pelas decisões de Alexandre de Moraes. O vereador é visto como um dos principais aliados do presidente Jair Bolsonaro e sua chegada ao partido poderia fortalecer a campanha de Ramagem à Prefeitura do Rio.

No entanto, as operações da PF podem dificultar a atuação de Carlos Bolsonaro no Rio. Isso porque ele pode ser alvo de novas investigações e sofrer novas medidas restritivas.

Bruno Rigacci

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies