Moraes concede liberdade a 46 presos pelos atos de 8 de janeiro

Política Nacional

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), revogou as prisões preventivas de 46 manifestantes acusados de participação nos atos antidemocráticos de 8 de janeiro de 2023. Com isso, o total de pessoas presas pela Justiça Federal por esses atos caiu para 66.

Os 46 manifestantes liberados foram colocados em liberdade provisória com tornozeleira eletrônica. Eles também terão que cumprir uma série de exigências, como recolhimento domiciliar à noite e ficar fora das redes sociais.

Entre os 66 manifestantes que continuam presos, estão oito que já foram condenados pelo STF e 33 réus denunciados por envolvimento direto na depredação dos prédios públicos. Dois deles foram transferidos para um hospital psiquiátrico, segundo o tribunal. Os outros 25 seguem detidos a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), por suspeita de incitação e financiamento aos atos.

As prisões foram revogadas menos de um mês após a morte de Cleriston Pereira da Cunha, de 45 anos, durante banho de Sol no Complexo da Papuda.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *