Governador do Amazonas fala em cobrar por uso da marca Amazon

Política Nacional

A declaração do governador do Amazonas, Wilson Lima, sobre uma possível cobrança pelo uso da marca Amazon pela empresa norte-americana, viralizou nas redes sociais nesta quarta-feira (29). A fala foi considerada absurda e irreal por muitos internautas, que fizeram piadas e ironias com o assunto.

A ideia de que o governo do Amazonas possa cobrar uma taxa pela utilização da marca Amazon é juridicamente inviável. A marca é registrada pela empresa norte-americana nos Estados Unidos e no Brasil, e goza de proteção legal. O governo do Amazonas não tem qualquer direito sobre a marca, e não poderia exigir que a empresa pagasse uma taxa para utilizá-la.

Além disso, a declaração do governador Lima é incoerente com a realidade. A empresa Amazon não é a única empresa que utiliza o nome de um lugar como marca. Há muitos outros exemplos, como as sandálias Havaianas, que são produzidas no Brasil, mas utilizam o nome do Havaí, um estado dos Estados Unidos.

A repercussão negativa da declaração do governador Lima mostra que os internautas estão atentos a questões jurídicas e econômicas. Eles também estão cada vez mais críticos a políticos que fazem declarações absurdas ou irrealistas.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *