De forma imprecisa, Lula acusa Bolsonaro e cita “escutas” da Abin

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse, nesta terça-feira (31), que agora estão aparecendo “escutas” telefônicas irregulares. Ele mencionou o caso, de maneira imprecisa, depois de falar que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) mobilizou as instituições para tentar se reeleger.

Lula afirmou que Bolsonaro utilizou as Forças Armadas, as polícias estaduais, a Polícia Rodoviária e a Polícia Federal para tentar se reeleger. Ele também disse que a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) foi alvo de uma operação da Polícia Federal que investiga o rastreamento de celulares sem autorização judicial.

O petista não citou Bolsonaro diretamente, mas a menção às eleições de 2022 é clara. Lula foi eleito em segundo turno no dia 30 de outubro daquele ano, derrotando Bolsonaro.

Lula disse que o Brasil também tem pessoas boas que resistiram às tentativas de Bolsonaro de fraudar as eleições. Ele citou a Justiça Eleitoral e o Supremo Tribunal Federal (STF).

Bruno Rigacci

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies