Durante a reunião da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do 8 de janeiro realizada nesta terça-feira (12), alguns parlamentares expressaram preocupação com a falta de apoio do governo nas investigações relacionadas a uma facção criminosa no Ceará que teria contratado ônibus para levar pessoas até Brasília.

O senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) foi um dos parlamentares que questionou a ausência de apoio por parte dos legisladores da base aliada do governo Lula na CPMI em relação aos requerimentos para acessar informações sobre o assunto.

Flávio Bolsonaro destacou a falta de mobilização por parte da bancada de apoio ao governo para apoiar prontamente os requerimentos que buscam obter informações das autoridades do Ceará envolvidas na investigação da participação da facção criminosa que teria financiado a viagem de moradores do estado até Brasília, onde ocorreram manifestações.

O senador questionou por que, quando se trata de seguir o rastro de financiadores, não parece haver o mesmo interesse quando se trata de uma facção criminosa suspeita de financiar a vinda das pessoas para a capital federal. A questão levanta preocupações sobre a colaboração e o apoio político nas investigações relacionadas à facção criminosa e às manifestações ocorridas em janeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies