Um vídeo publicado pelo candidato ao governo de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), terá que ser removido do Instagram. O republicano ainda foi condenado a pagar uma multa de R$ 5 mil. A determinação, imposta nesta quarta-feira (3), é do Tribunal Regional Eleitoral paulista (TRE-SP). Cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo a juíza auxiliar da propaganda eleitoral, Maria Claudia Bedotti, o vídeo continha pedido explícito de voto, o que ainda não é permitido devido às leis eleitorais. Afinal, a propaganda eleitoral só é autorizada a partir do dia 16 de agosto.

– Tratam-se das chamadas palavras mágicas empregadas pelo autor da postagem para defender publicamente a sua vitória e com significação que pode ser percebida e compreendida de forma direta pelo eleitor, sem dúvidas ou ambiguidades, como pedido antecipado de voto – afirmou a juíza.

A representação foi proposta pelo Partido da Mulher Brasileira (PMB) e já havia tido liminar deferida para a remoção de trechos do vídeo.

Essa é a segunda representação desfavorável a Tarcísio de Freitas nas últimas duas semanas. No dia 19 de julho, outro juiz auxiliar de propaganda eleitoral, Régis de Carvalho Barbosa Filho, determinou a remoção das expressões “#TarcisioGovernador” e “#MolinaEstadual” das publicações feitas pelo pré-candidato a deputado estadual Ricardo Molina (Republicanos-SP) em sua página do Facebook.

Fonte: Pleno News