Na edição da última sexta-feira (18) do programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, o jornalista Augusto Nunes comentou a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), de suspender o aplicativo de mensagens Telegram em território brasileiro. Para Augusto, Moraes é o “vilão” dessa história.

– A história vai ser reescrita com base nos fatos, que podem ficar desmaiados por algum tempo de tanta pancada que levam, mas acabam prevalecendo. No futuro, todos saberão que o vilão dessa história, impune até agora, é o ministro Alexandre de Moraes – declarou.

Na ocasião, Nunes também cobrou uma postura mais enérgica de senadores e de outros ministros da Suprema Corte, especialmente os indicados pelo presidente Jair Bolsonaro, diante das atitudes de Moraes. O jornalista ainda ironizou o presidente da Corte, Luiz Fux, dizendo que aparentemente é Moraes quem comanda o STF.

– O ministro Luiz Fux tem de perguntar quem é o presidente do Tribunal, porque parece que é o Alexandre de Moraes, [que] faz o que quer (…). E os demais ministros, sobretudo os indicados pelo presidente Jair Bolsonaro, têm de explicar até quando vai vigorar esse silêncio pusilâmine que eles têm mantido – questionou.

O comunicador ainda elencou uma série de crimes que teriam sido praticadas por Moraes com sua decisão, como a violação de uma cláusula pétrea da Constituição, que torna intocável a liberdade de expressão, abuso de autoridade, prevaricação e advocacia administrativa.

– Não me venham os senadores com a desculpa de que não há maioria para aprovar o impeachment. Eu quero ouvir a voz de quem silencia induzido pelo medo – completou.

Fonte: Pleno News