O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, afirmou nesta quinta-feira (10) que o presidente do país, Vladimir Putin, está disposto a se reunir com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, e garantiu que as negociações em Belarus são o único formato viável.

Em entrevista coletiva após se reunir com os ministros das Relações ucraniano, Dmytro Kuleba, e também da Turquia – país que sediou o encontro -, Mevlut Cavusoglu, o chefe da diplomacia de Moscou garantiu, em entrevista coletiva, que Putin está disposto a sentar à mesa com Zelensky.

Segundo Lavrov, contudo, uma eventual cúpula aconteceria apenas se houvesse um valor a ser agregado e servisse para chegar a uma solução sobre o conflito e a “acordos concretos”.

Além disso, o chanceler russo afirmou que o encontro com os chefes de diplomacia de Ucrânia e Turquia não substitui a via iniciada em Belarus, que, segundo ele, é o único formato viável.

– A conversa de hoje confirmou que essa via não tem alternativa – disse Lavrov, sobre a reunião realizada na cidade turca de Antalya.

Segundo o ministro russo, o que ele classificou como “via paralela”, é uma busca do governo da Ucrânia de “mostrar alguma atividade”, que substitui um “trabalho real” de negociação.

O chanceler garantiu que, nas reuniões realizadas em Belarus, ficou muito claro o que é preciso acontecer para que o conflito na Ucrânia chegue ao fim: a “desmilitarização” e a “desnazificação” de Kiev, além da garantia de um status neutros.

Lavrov confluiu que a parte ucraniana na negociação garantiu que dariam uma resposta às propostas apresentadas por escrito pela russa, na última rodada de reuniões no território bielorrusso.

*EFE

Fonte: Pleno News