O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) herdaria 21% dos eleitores do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), em 2018 se as eleições fossem hoje, segundo destaque da pesquisa PoderData divulgado nesta segunda-feira (7). De acordo com o levantamento, realizado entre os dias 31 de janeiro e 1º de fevereiro, o petista captura mais ex-apoiadores do chefe do Executivo que o ex-juiz Sérgio Moro (Podemos), que herdaria a metade, 10%.

Segundo a pesquisa, Bolsonaro mantém, neste momento, 54% dos votos que recebeu em 2018. No levantamento anterior feito pelo instituto, o presidente mantinha 58% dos eleitores.

Entre aqueles que votaram em Fernando Haddad (PT) no segundo turno daquele ano, 72% dizem agora que vão escolher Lula. Há também uma parcela de 75% dos que votaram branco/nulo em 2018 que atualmente declara voto no líder petista.

Ciro Gomes (PDT) herdaria hoje 4% dos votos de Bolsonaro e 12% dos votos de Haddad. João Doria (PSDB), por sua vez, captura 3% de cada um dos candidatos que disputaram o segundo turno em 2018.

O PoderData entrevistou 3 mil pessoas por telefone entre 31 de janeiro e 1º de fevereiro. O registro da pesquisa no TSE é BR-09445/2022.

A margem de erro é de 2 pontos porcentuais, para mais ou para menos.

Na última semana, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/SP) salientou o fato de que o presidente Jair Bolsonaro nunca apareceu na liderança destas pesquisas e, no entanto, foi eleito.

*Com informações da AE

Fonte: Pleno News