Representantes do Twitter no Brasil decidiram que não vão remover ou aplicar restrições em publicações feitas pela deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) sobre a eficácia das vacinas contra a Covid-19. A informação foi divulgada pelo portal R7 nesta terça-feira (4).

De acordo com o site, dirigentes da plataforma analisaram o conteúdo e entenderam que, apesar dos tuítes serem polêmicos, eles não violaram as regras do site.

Janaina tem sido alvo de denúncias em massa por questionar as vacinas contra a Covid. Em uma das postagens, a parlamentar diz que uma representante da Pfizer no Brasil parece estar insegura quanto aos imunizantes.

– Se a Dra. Marjori Dulcine, contratada pela Pfizer, confia tanto no produto que vende, por que a farmacêutica se nega a responder pelos efeitos adversos? Por que exige que os Estados contratantes providenciem seguros? Por que não tornam públicos os contratos? – publicou Janaina nesta terça-feira (3).

Janaina fez postagem questionando a confiança de representante da Pfizer nas vacinas Foto: Reprodução/Twitter

Em outra publicação, feita no domingo (2), a parlamentar questionou o fato de pessoas vacinadas ainda se infectarem com o vírus.

– Vivemos um momento tão intrigante [em] que pessoas vacinadas, com todas as doses, pegam Covid e recomendam a vacinação! Parece piada! Ninguém acha, no mínimo, curioso? – escreveu.

Janaina Paschoal questionou eficácia de vacinas Foto: Reprodução/Twitter

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e entidades internacionais, como a FDA, dos Estados Unidos, porém, afirmam que as vacinas aplicadas contra a Covid-19 não impedem totalmente a contaminação, mas previnem o agravamento do quadro de saúde dos pacientes e evitam mortes pelo novo coronavírus, sendo importantes para evitar mutações.

Pelo Twitter, a deputada negou que seja contra a vacina e disse apenas questionar a amplitude de eventuais efeitos colaterais.

Já o Twitter, procurado pelo R7 para falar sobre as denúncias contra as publicações de Janaina, afirmou que toma medidas cabíveis quando identifica conteúdos que violem as regras.

– O Twitter atua em conteúdos enganosos relacionados à Covid-19 com base em suas regras, detalhadas neste link. É sob essa política que os conteúdos são analisados, para que sejam tomadas as medidas cabíveis quando são identificadas violações – completa a plataforma.

Fonte: Pleno News