Como parte de um processo de reformulação, a TV Globo lançou, na edição do Jornal Nacional de quarta-feira (1°), a nova versão de sua logomarca. O novo emblema da emissora traz seis cores, a maioria bastante vibrante, com destaque para tons de rosa, laranja e vermelho bem fortes.

De acordo com a Globo, a mudança foi resultado de um projeto que durou cerca de nove meses e que, segundo a empresa, busca mostrar que a emissora quer “falar de igual para igual” com o telespectador. A versão é mais uma adaptação da logomarca idealizada por Hans Donner em 1975, que, ao longo dos anos, vem sendo reestilizada de diversas maneiras.

– Era muito importante manter o legado da marca Globo, uma marca super conhecida, forte, consistente. Esse legado deve ser preservado e homenageado. Então, a tradição da Globo em identidade visual, que começou com Hans Donner, está presente e continua – disse o diretor de Criação da Globo, Ricardo Moyano.

Além da nova identidade visual, a emissora também realizou, na edição de quarta-feira do Jornal Nacional, o lançamento da tradicional vinheta de fim de ano da empresa. O tema escolhido para 2021 foi “reencontro”. A campanha vai ao ar nesta quinta-feira (2), no primeiro intervalo da novela das 21h, Um lugar ao Sol.

PÚBLICO NÃO APROVA NOVA IDENTIDADE VISUAL
Apesar da ideia da emissora ter sido de “falar de igual para igual” com o telespectador, o público manifestou muita reprovação ao novo estilo adotado na logomarca da Globo.

Nas redes sociais, diversos internautas afirmaram que o novo projeto ficou ruim por conta da adoção das cores saturadas, o que causaria um desconforto visual.

Outros usuários comentaram sobre a saída de Hans Donner, autor da logomarca original da emissora, e afirmaram que a nova identidade visual teria destruído a marca idealizada pelo designer. Confira abaixo alguns dos comentários: