Pouco depois de publicar um comunicado oficial se desculpando por fantasiar-se de enfermeira no Halloween, a atriz Bruna Marquezine demonstrou insatisfação com o tom de uma publicação do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) sobre o caso. A artista reagiu ao post em que o Cofen diz que a processaria caso não houvesse uma retratação, por parte dela, pela escolha do figurino de Halloween.

– Diante dos efeitos nefastos que esse tipo de atitude pode estimular, o Cofen espera que ela se retrate, para evitar uma ação judicial – declarou o Conselho, que crê que o adereço de Bruna contribui para a sexualização da enfermagem.

Marquezine, por sua vez, rebateu a publicação com a pergunta: “Isso é uma ameaça?”

Pouco antes, a artista já havia feito uma nota destacando seu respeito à categoria e enfatizando que sua intenção nunca foi desvalorizar profissionais da saúde.

– A todas as profissionais de enfermagem, friso aqui meu total respeito à categoria. Eu as vejo como heroínas. Jamais seria minha intenção causar qualquer desvalorização à classe na escolha de uma fantasia de Halloween.

Bruna lamentou ainda “não ter tido o conhecimento sobre esse tema antes” e pediu que o caso sirva de “reflexão profunda”.

Fonte: Pleno News