Neste sábado (30), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) utilizou as redes sociais para mandar um recado à Fiat e a Gerdau sobre o caso Maurício Souza. Ele questionou as empresas se não era hora “de um momento de reflexão e grandiosidade para assumir o erro”.

A polêmica teve início após Maurício Souza postar a imagem do novo Super-Homem, que se assumiu bissexual, beijando outro homem. Na ocasião, o atleta fez comentários críticos sobre a situação. Diante da repercussão, patrocinadores pressionaram o Minas Tênis Clube, que acabou dispensando o jogador. Entre as empresas parcerias do Minas estão a Fiat e a Gerdau.

A situação “bombou” nas redes sociais, o que levou Maurício a ser criticado e também a receber o apoio de diversas pessoas. O atleta, inclusive, chegou a ganhar milhares de seguidores no Instagram em poucos dias.

Ao falar sobre o aumento de seguidores do jogador de vôlei, Eduardo questionou se o atleta seria mesmo homofóbico.

– Atenção, Fiat e Gerdau, será mesmo que o Maurício Souza ganhou 1.6 milhões de seguidores por ser homofóbico? Será que não está na hora de um momento de reflexão e grandiosidade para assumir o erro de vocês? Sigam Maurício Souza no Instagram – escreveu.

Fonte: Pleno News