O grupo de trabalho da Rússia para o coronavírus confirmou 1.075 mortes e 37.678 novas infecções nas últimas 24 horas, seus piores dados diários desde o início da crise sanitária. A taxa de mortalidade diária é aproximadamente de 33% superior à registrada no final de setembro, e as infecções aumentaram cerca de 70% no último mês.

Na Rússia, cerca de um terço dos 146 milhões de habitantes completaram a vacinação. Com a alta de mortes, muitas regiões estão impondo restrições adicionais, incluindo o fechamento de ginásios, teatros e cantinas de restaurantes, ou restringindo seu uso a clientes que possam exibir o QR Code confirmando se foram vacinados contra a Covid-19.

De acordo com dados oficiais, a Rússia registrou, ao todo, cerca de 8,2 milhões de infecções e 229.528 mortes. No entanto, a contagem inclui apenas as mortes diretamente atribuídas ao vírus; a agência nacional de estatística Rosstat relatou dezenas de milhares de mortes nas quais o vírus foi um fator contribuinte.

A Rússia foi o primeiro país do mundo a autorizar uma vacina contra Covid-19 com o lançamento do Sputnik V em agosto de 2020. A vacinação em massa no país começou ainda em dezembro do ano passado, com os grupos de risco. Em janeiro deste ano, os russos começaram a vacinar a população em geral.

*AE

Fonte: Pleno News