O vereador por Nilópolis Anderson Campos (Repulicanos) usou as redes sociais para informar que a apresentadora Xuxa Meneghel não compareceu à audiência de conciliação entre os dois, que ocorreu nesta sexta-feira (22). A comunicadora iniciou um processo contra o parlamentar após ter sido chamada de “assediadora de menores”.

Segundo Anderson, a apresentadora pediu à Justiça para que a audiência ocorresse de forma virtual, o que lhe foi negado.

De acordo com as impressões do parlamentar, o juiz deve indicar que suas declarações fazem parte da liberdade de expressão.

– Na minha opinião, ficou garantida a minha liberdade de expressão. Pelo que eu senti na audiência, o juiz queria assegurar a minha liberdade de expressão, que não é assegurada somente a mim enquanto vereador, mas a qualquer pessoa – apontou.

Campos ainda explicou que recebeu orientação do juiz para que utilizasse um termo mais específico, e não-ofensivo, ao se referir à apresentadora.

– O termo que eu usei, “assediadora de menores”, é passível de várias interpretações. Por isso, o juiz sugeriu que eu mantivesse a minha opinião em relação ao comportamento da Xuxa, mas que eu passasse a utilizar outro termo, então por isso a retratação. […] Os advogados da Xuxa queriam que eu fizesse um pedido de desculpas, […] mas eu apenas me retrato pelo termo. […] Continuo achando [o filme da Xuxa] imoral – disse.

Fonte: Pleno News