O presidente Jair Bolsonaro pode se tornar um cidadão honorário da cidade de Anguillara Veneta, no Norte da Itália. A proposta foi feita pela prefeita Alessandra Buoso.

O município italiano, com pouco mais de 4 mil habitantes e a 80 quilômetros de Veneza, é a terra natal de um bisavô paterno do presidente brasileiro, que de acordo com a prefeita, é o motivo da homenagem.

– Isso não deve ser algo político. Pensei nas pessoas do meu país que imigraram para o Brasil e construíram uma vida até chegar a presidente levando o nome de Anguillara Veneta para o mundo – disse a prefeita em entrevista à agência de notícias ANSA.

A convocação na Câmara Municipal da região para discutir a cidadania honorária de Bolsonaro está marcada para 25 de outubro e foi assinada por Buoso nesta quarta-feira (20).

Políticos de centro-esquerda da Itália, por sua vez, se manifestaram contrários à proposta, embora a prefeita ter dito que o motivo não é político.

O secretário regional do Partido Democrático (PD), Alessando Bisato, falou que a homenagem é “ultraje inútil” e afirmou que Bolsonaro é “alérgico à democracia e aos direitos civis, negacionista da Covid e antivacina declarado”.

Fonte: Pleno News