Durante um evento fechado realizado em São Paulo nesta quinta-feira (21), João Doria Neto, o filho do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse aos participantes que o uso de máscara de proteção contra a Covid-19 era “opcional” já que, segundo ele, a maioria dos presentes “trouxe seu comprovante de vacinação, ou o PCR negativo”.

– Vou só fazer um recado rápido aqui. Acho que boa parte, a maioria, trouxe seu comprovante de vacinação, ou o [teste] PCR negativo. Então, quem se sentir à vontade de tirar a máscara pode tirar. Todos da equipe Grupo Doria e Lide foram testados ou apresentaram a carteira de vacinação – disse Doria Neto.

A declaração ocorreu durante o 20° Fórum Empresarial Lide, que reuniu líderes empresariais, e aconteceu antes da fala do governador. A organização Lide reúne executivos e empresários de diversos ramos de atuação e integra o Grupo Doria.

Na sua vez de falar, o governador de São Paulo contrariou a declaração do filho e afirmou que o uso de máscara é obrigatório no estado de São Paulo até 31 de dezembro de 2021. Em nota, o Grupo Doria disse que todos os eventos do Lide seguem rígidos protocolos sanitários de segurança, “em conformidade” com as autoridades de saúde.

– O uso da máscara é obrigatório, e não há exceções. Há distanciamento entre os expositores e ocupantes da plateia, higienização dos ambientes nos intervalos, álcool em gel em abundância, máscaras reservas e cuidado redobrado em todas as atividades e ações – disse o comunicado.

Segundo a entidade, os participantes do evento, que incluíram também a imprensa e colaboradores, tiveram que apresentar certificado de vacinação ou realizaram, no momento do credenciamento, teste para detecção de Covid-19.

Fonte: Pleno News