Um jantar promovido em São Paulo nesta quarta-feira (13) com a alta cúpula empresarial teve como centro o ex-prefeito Fernando Haddad (PT). O evento promovido pela Esfera Brasil contou com cerca de 20 convidados que ouviram do petista uma ode à inocência do ex-presidente Lula (PT).

– Acho que é ridículo associar Lula a qualquer gesto extremista, porque seu governo respeitou as instituições e a imprensa como nenhum outro – afirmou Haddad ao Jornal O Globo.

Com o objetivo de tranquilizar a elite empresarial caso Lula saia vitorioso em 2022, Haddad disse que “a grande vingança de Lula será fazer o Brasil crescer novamente”. O ex-prefeito de São Paulo admitiu a corrupção na Petrobras no governo Lula, mas frisando que eram ações de diretores da empresa, sem o conhecimento do petista.

Haddad também creditou o fracasso econômico do PT ao período em que Dilma Rousseff esteve na Presidência. No entanto, defendeu a ética da ex-presidente.

– Não paira nenhuma dúvida sobre a conduta ética e a respeitabilidade da Dilma – disse o ex-candidato à Presidência pelo PT.

Falando em PT, o ex-prefeito afirmou categoricamente que o partido não é de esquerda, mas de centro-esquerda.

Fonte: Pleno News