O partido Democratas (DEM) estima que ao menos 30 filiados deixaram a sigla caso a fusão com o Partido Social Liberal (PSL) se concretize. As informações são da Folha de S. Paulo.

Ainda assim, na última terça-feira (21), a executiva nacional da legenda decidiu prosseguir com o processo, em votação unânime de 40 pareceres favoráveis. A fusão precisa ainda ser aprovada em convenção nacional, prevista para ocorrer em novembro.

O PSL também deve promover a própria executiva para discutir a questão nas próximas semanas. Na sigla comandada por Luciano Bivar, a questão já está pacificada.

Se a união for realizada, o novo partido terá a maior bancada da Câmara, com cerca de 80 deputados, além de sete senadores, três governadores, o maior tempo de rádio e televisão na campanha de 2022 e os maiores fundos eleitoral e partidário.

A união é vantajosa para o DEM por causa do aumento do fundo partidário e eleitoral. Para o PSL, os principais atrativos são a capilaridade regional e a estrutura que a outra sigla pode oferecer.

Fonte: Pleno News