O ex-presidente Lula (PT) reuniu-se com o governador do Maranhão, Flávio Dino, na semana passada. Dino, que trocou o PC do B pelo PSB, é apontado como uma das opções de candidato a vice-presidente na chapa do petista em 2022.

De acordo com o colunista do Metrópoles Ricardo Noblat, nesta sexta-feira (23) Flávio Dino teria advertido o ex-presidente sobre o risco de sofrer um atentado na campanha eleitoral do próximo ano.

Dino estaria convencido de que as próximas eleições serão marcadas por atos de violência, sobretudo se o presidente Jair Bolsonaro perder a disputa.

Conselheiros do petista acham que ele deverá expor-se o mínimo na campanha eleitoral de 2022. A melhor opção seria dedicar-se mais à gravação dos programas de propaganda exibidos em rádio e televisão, aos debates virtuais ou não, e a ações nas redes sociais. Os atos de corpo presente deverão ser considerados apenas em ambientes restritos.

Fonte: Pleno News