“Lamento cada morte no Brasil, temos que viver e sobreviver”

Acompanhado pelo ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e por pelo menos mais dez apoiadores, o presidente Jair Bolsonaro discursou no fim da manhã deste domingo (23), para milhares de apoiadores no Aterro do Flamengo. Ele lamentou pelas vítimas da Covid-19.

– Eu lamento cada morte no Brasil, não importa a motivação da mesma. Mas nós temos que ser fortes, temos que viver e sobreviver – disse Bolsonaro.

O chefe do Executivo também criticou prefeitos e governadores que decretaram confinamento durante a pandemia.

– Desde o começo eu disse que tínhamos dois grandes problemas: o vírus e o desemprego. Muitos governadores e prefeitos simplesmente ignoraram a grande maioria do povo brasileiro, e sem qualquer comprovação científica, decretaram lockdown, confinamento e toque de recolher – afirmou o presidente.

A fala de poucos minutos encerrou um passeio de moto que percorreu diversos bairros do Rio. A manifestação teve concentração no Parque Olímpico da Barra desde o início da manhã.

Fonte: Pleno News