Maranhão multa Bolsonaro por gerar aglomeração e não usar máscara

Uma notícia ruim para o presidente Jair Bolsonaro. O governador do Maranhão decidiu aplicar uma multa contra Bolsonaro por ele não ter utilizado máscaras contra a Covid-19 e ainda por ter promovido aglomeração durante sua visita ao estado nesta sexta-feira (21). A informação foi dada pela coluna Maquiavel, da revista Veja.

A multa foi aplicada porque Bolsonaro descumpriu medidas sanitárias que constam em decreto do governo Flávio Dino (PCdoB).

Mais cedo, Bolsonaro esteve em Açailândia para entregar títulos de propriedade rural. Além disso, o presidente fez uma parada não programa em Senador La Rocque.

A multa foi aplicada pela Superintendência de Vigilância Sanitária (Suvisa). O texto aponta que Bolsonaro descumpriu “obrigação de uso de máscara como medida farmacológica destinada a contribuir para a contenção e prevenção da Covid-19 em locais de uso coletivo, ainda que privados”.

Também aponta que ele “promoveu, em evento da Presidência da República, aglomerações sem controle sanitário com mais de 100 pessoas”.

Bolsonaro tem 15 dias para contestar o auto de infração. Apesar de o documento, que foi encaminhado ao Palácio do Planalto, não especificar o valor da multa, um decreto de março apontas que a punição pode variar “de R$ 2.000,00 (dois mil reais) a R$ 1 .500.000,00 (um milhão e quinhentos mil reais), considerada a gravidade da infração e a capacidade econômica do infrator”.

Fonte: Pleno News