Tarcísio: “Queremos população segura, não policial vigiado”

Cidades

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), abordou a questão das câmeras corporais da Polícia Militar, destacando que não é necessário que esses equipamentos gravem constantemente. Segundo ele, o foco deve estar na segurança da população.

Durante o evento de assinatura do contrato do Trem Intercidades, o governador ressaltou que não há necessidade de manter as câmeras ligadas o tempo todo, especialmente considerando que existem outros modelos de monitoramento que podem evitar excessos policiais. A prioridade é garantir a segurança da comunidade, não vigiar constantemente os policiais.

O tema ganhou relevância após o Governo de São Paulo lançar um edital buscando câmeras que possam ser desligadas pelos agentes. O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), também se envolveu no assunto, concedendo um prazo de 72 horas para que o governador se manifeste sobre essa questão.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *