Crédito anunciado por Dilma foi aprovado no governo Bolsonaro

Economia

A ex-presidente Dilma Rousseff, atual presidente do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB), também conhecido como Banco do Brics, fez um anúncio significativo na última terça-feira (14). Em uma movimentação que visa apoiar o estado do Rio Grande do Sul em tempos de crise, a instituição financeira liberou uma verba considerável para auxílio.

Recursos Aprovados Antes de Sua Gestão

Embora a liberação dos recursos tenha sido comunicada por Rousseff, é importante notar que a aprovação do crédito ocorreu durante a administração do ex-presidente Jair Bolsonaro. O NDB destinou 1,115 bilhão de dólares (aproximadamente R$ 5,750 bilhões) para o estado, conforme anunciado pela ex-presidente em uma rede social.

Comunicação com Autoridades Atuais

Rousseff mencionou que já houve diálogo com o presidente Lula e o governador Eduardo Leite sobre a liberação dos fundos, enfatizando a importância da colaboração entre o banco e o governo estadual para enfrentar as adversidades.

Controvérsias e Clarificações

O jornal Estadão apontou que, apesar da divulgação feita por Rousseff, quatro das seis operações financeiras já haviam sido aprovadas antes de sua gestão no NDB, que começou em março de 2023. As operações, que totalizam 620 milhões de dólares (cerca de R$ 3,2 bilhões), foram desenvolvidas em parceria com o BNDES, Banco do Brasil e BRDE, e aprovadas entre 2020 e 2022, sob a presidência de Marcos Troyjo.

Impacto e Expectativas

A liberação desses recursos é vista como um passo positivo para o Rio Grande do Sul, que enfrenta desafios significativos. A medida é esperada para trazer alívio e suporte ao estado, demonstrando o papel do NDB como um parceiro estratégico no desenvolvimento regional e na superação de crises.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *