Risco em barragem coloca seis cidades em alerta no RS

Cidades

As áreas ribeirinhas de seis cidades no Vale do Caí e na Serra Gaúcha, no Rio Grande do Sul (RS), estão em alerta devido ao risco de deslizamento de uma encosta na Barragem do Salto, em São Francisco de Paula. A eventual queda dessa encosta no reservatório poderia gerar uma onda que atingiria as populações ribeirinhas de São Francisco de Paula, Gramado, Canela, Caxias do Sul, Vale Real e Nova Petrópolis. Em algumas dessas cidades, os moradores das áreas ribeirinhas estão sendo evacuados.

Rachaduras foram observadas em casas e ruas em uma grande área da encosta. O prefeito de São Francisco de Paula, Marcos Aguzzoli (PP), usou as redes sociais para pedir aos moradores que saiam de suas casas.

Segundo ele, a estrutura da barragem está intacta, mas se houver um deslizamento, a onda resultante pode superar ou até romper a barragem, causando alagamentos nos municípios a jusante.

A prefeitura contratou geólogos para avaliar melhor o risco. O coordenador da Defesa Civil municipal, tenente Eli Rangel, informou que as equipes foram de casa em casa convencendo os moradores a saírem. Uma equipe de geólogos foi contratada de forma emergencial para estudar as áreas onde surgiram as rachaduras. Algumas estradas também apresentaram fendas largas na pista de rolamento.

A família de Camila Pimel, funcionária de uma indústria de móveis que teve a casa alagada durante a enchente do Rio Caí, onde fica a Barragem do Salto, já havia decidido construir outra residência em um ponto mais elevado, mas foi obrigada a mudar o plano. Eles escaparam da inundação com apenas a roupa do corpo e estão abrigados em Gramado.

Em Nova Petrópolis, os Bombeiros Voluntários montaram um plano de emergência para a possível evacuação de 256 casas que podem ser atingidas. A cidade disponibilizou dois abrigos públicos e espaços de acolhimento para as famílias que deixarem as casas. O comandante dos bombeiros, Lucas Attmann, que também coordena a Defesa Civil, está monitorando a situação.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *