Lauro Jardim, colunista do jornal O Globo, publicou uma notícia neste domingo (24) que causou grande repercussão. A reportagem alega que, segundo registros do Disque Denúncia do Rio de Janeiro, o segurança de Domingos Brazão, acusado de ser um dos mandantes do assassinato da vereadora Marielle Franco, recebia pagamentos da milícia em uma igreja da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (Advec), presidida pelo pastor Silas Malafaia.

Malafaia não demorou a reagir à publicação, usando suas redes sociais para rebater as acusações com veemência. Em diversos posts, o pastor classificou o jornalismo de Lauro Jardim como “canalha“, “cretino” e “bandido“, negando qualquer ligação com a milícia e questionando a veracidade das informações do Disque Denúncia.

Argumentos de Malafaia:

  • Falta de provas: O pastor questiona a falta de provas concretas que sustentem a alegação de que o segurança de Brazão recebia pagamentos da milícia em uma igreja da Advec. Ele desafia Lauro Jardim a apresentar tais provas.
  • Autonomia das igrejas: Malafaia ressalta que cada igreja da Advec possui sua própria equipe de segurança composta por policiais, e que a responsabilidade por tais pagamentos é individual de cada igreja.
  • Perseguição política: O pastor afirma ser vítima de perseguição por parte da esquerda e de setores da mídia devido às suas posições políticas. Ele sugere que a reportagem de Lauro Jardim faz parte de uma campanha para denegrir sua imagem e a da Advec.

Lauro Jardim não se manifestou sobre as críticas de Malafaia até o momento.

Pontos-chave da situação:

  • Lauro Jardim publicou uma reportagem com base em registros do Disque Denúncia.
  • Silas Malafaia nega as acusações e critica duramente o jornalismo de Lauro Jardim.
  • A veracidade das informações do Disque Denúncia ainda não foi comprovada.
  • A situação evidencia a polarização política no Brasil e o papel da mídia nesse contexto.

Desenvolvimentos futuros:

  • É possível que Lauro Jardim apresente mais detalhes sobre a investigação em futuras reportagens.
  • Silas Malafaia pode tomar medidas legais contra o jornalista e o jornal O Globo.
  • A investigação sobre o caso Marielle Franco pode trazer novos elementos que contribuam para a elucidação dos fatos.

Cobertura da mídia:

  • A troca de farpas entre Lauro Jardim e Silas Malafaia ganhou destaque na mídia brasileira.
  • Diversos veículos de comunicação estão repercutindo o caso e analisando os diferentes pontos de vista.
  • O debate sobre o papel da mídia e a polarização política no Brasil deve continuar nos próximos dias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies