Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes e Luís Roberto Barroso (presidente da Corte), ousam romper reiteradamente com a liturgia do cargo se aventurando a exercer militância política e ideológica, aderindo publicamente às causas que interessam ao presidente Lula e todo o seu espectro progressista.

Em notória simbiose com a agenda esquerdista, os referidos magistrados não apenas fazem campanha pró-Lula, como nutrem evidente ojeriza ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e aos valores que ele defende. Agora, no que parece uma ação deliberada, disparam contra a religião evangélica – que goza de crescimento contínuo e vertiginoso no Brasil – e atacam valores caros aos cristãos, ao defenderem o aborto, por exemplo.

Oferecemos aos leitores do Pleno.News uma seleção recente de notícias que evidenciam a aderência militante dos juízes da Suprema Corte.

GILMAR MENDES DIZ HAVER ACORDO ENTRE TRAFICANTES E EVANGÉLICOS NO RIO
O ministro Gilmar Mendes, em entrevista à GloboNews na última segunda-feira (11), disse que durante uma reunião na Suprema Corte, presidida pelo ministro Luís Roberto Barroso, falou-se sobre a existência de uma “narcomilícia evangélica” que atua no Rio de Janeiro. Sem dar nomes, nem apresentar qualquer prova, o decano maculou a fé de milhões de brasileiros.

BARROSO DEFENDE COMBATER “USO ABUSIVO” DA RELIGIÃO NA POLÍTICA
Luís Roberto Barroso criticou a “manipulação política” da religião para canalizar votos em detrimento de opositores. De acordo com o presidente do STF, a fé deve ficar restrita à vida privada das pessoas em vez de se estender para um “uso abusivo” por parte de líderes políticos. A declaração foi feita durante aula magna na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), na última sexta-feira (8).

BARROSO DEFENDE ABORTO: “A SOCIEDADE NÃO ENTENDE”
Na última sexta-feira (8), Barroso defendeu uma grande movimentação nacional em prol da descriminalização do aborto, para que o tema seja votado na Corte “assim que possível”. Ele deu declarações também durante aula magna na PUC-Rio.

Para o magistrado, criminalizar a prática não serve para nada. Segundo ele, “não se trata de defender o aborto, mas de enfrentar esse problema”.

“NÓS DERROTAMOS O BOLSONARISMO”, DISSE BARROSO
Em 12 de julho do ano passado, enquanto discursava no Congresso da União Nacional dos Estudantes (UNE), o ministro Luís Roberto Barroso usou a frase “nós derrotamos o bolsonarismo” e disse que tal fato permitiu “a democracia e a manifestação livre de todas as pessoas”.

– Nós derrotamos a censura, nós derrotamos a tortura, nós derrotamos o bolsonarismo para permitir a democracia e a manifestação livre de todas as pessoas – declarou.

GILMAR MENDES FALA EM ÊXITO DO STF CONTRA A “EXTREMA-DIREITA”
O magistrado, em entrevista à GloboNews na última segunda-feira (11), não escondeu seu lado político e ideológico e atacou o que chama de “extrema-direita”.

– Li um relatório internacional que diz que de todos os países que tiveram problemas com a extrema-direita, o Brasil foi aquele que se saiu melhor graças à institucionalidade, e aí tem um papel importantíssimo para o Supremo Tribunal Federal (…).

“SE TIVEMOS A ELEIÇÃO DO LULA, FOI GRAÇAS AO STF”, DIZ GILMAR MENDES
O decano do STF trocou farpas com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), em 14 de outubro do ano passado, durante um evento em Paris, França. Na ocasião, Pacheco defendeu uma reforma no Poder Judiciário para resolver o que chamou de “crise da legitimidade” das decisões judiciais, e Gilmar Mendes declarou:

– Se hoje nós tivemos a eleição do presidente Lula, foi graças ao STF.

GILMAR MENDES DIZ QUE LULA “RESGATOU A DEMOCRACIA NO BRASIL”
Em entrevista ao programa É Notícia, da RedeTV!, em 30 de novembro do ano passado, Gilmar Mendes se mostrou satisfeito com a eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Para ele, a vitória do petista foi responsável por “resgatar” a democracia no Brasil. Na oportunidade, o ministro também criticou o ex-presidente Jair Bolsonaro.

– Ele [Lula], na verdade, resgatou a democracia no Brasil. Essa sua eleição foi esse resgate. Não consigo imaginar o que seria do Brasil com a reeleição do Bolsonaro. Ou até consigo imaginar, mas a minha imaginação não é positiva.

LULA JANTA COM ZANIN NA CASA DE GILMAR MENDES
Lula e Cristiano Zanin jantaram na casa de Gilmar Mendes, em Brasília. A recepção aconteceu não por um motivo qualquer, mas há dois dias da posse do ex-advogado pessoal do petista no STF, que assumiu a cadeira na Suprema Corte em 3 de agosto do ano passado.

*Pleno News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies