Barbeiro de 20 anos é condenado a 11 anos de prisão pelo 8/1

Política Nacional

O Supremo Tribunal Federal (STF) condenou o barbeiro João Oliveira Antunes Neto, de 20 anos, a 11 anos e 6 meses de prisão por sua participação nos atos antidemocráticos de 8 de janeiro de 2023 em Brasília. Natural de Dirceu Arcoverde, Piauí, Antunes Neto também se identifica como um “jovem cristão pregador do evangelho de Jesus Cristo”.

Ele foi condenado por três crimes: abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado e associação criminosa armada. Antunes Neto está em liberdade provisória desde 15 de novembro de 2023, com medidas cautelares impostas pelo ministro Alexandre de Moraes.

Nas redes sociais, o barbeiro se apresentava como profissional e pregador do evangelho, sem expressar opiniões políticas. Seu advogado, Fábio Diniz Rocha Alves, afirma que irá recorrer da decisão e que o cliente “apenas se manifestou pacificamente”.

Outros Condenados

O STF condenou outros 14 réus nesta sexta-feira (1º), com penas variando entre 11 anos e 6 meses e 16 anos e 6 meses de prisão. As penas mais brandas foram aplicadas a Antunes Neto e a outro réu.

Lista dos Condenados e Penas:

  • Ana Claudia Rodrigues de Assunção – 16 anos e 6 meses de prisão
  • Ivair Tiago de Almeida – 16 anos e 6 meses de prisão
  • Marcos Roberto Barreto – 16 anos e 6 meses de prisão
  • Edson Carlos Campanha – 16 anos e 6 meses de prisão
  • Viviane dos Santos – 13 anos e 6 meses de prisão
  • Viviane Jesus Câmara – 13 anos e 6 meses de prisão
  • Valmirando Rodrigues Pereira – 13 anos e 6 meses de prisão
  • Patrícia dos Santos Salles Pereira – 16 anos e 6 meses de prisão
  • Janailson Alves da Silva – 11 anos e 6 meses de prisão
  • Jucilene Costa do Nascimento – 13 anos e 6 meses de prisão
  • Nilvana Monteiro Furlanetti – 13 anos e 6 meses de prisão
  • Maria Carlos Apelfeller – 13 anos e 6 meses de prisão
  • Simone Aparecida Tosato Dias – 13 anos e 6 meses de prisão
  • Joel Borges Correa – 13 anos e 6 meses de prisão
Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *