Malafaia: “O jornalismo canalha da GloboNews monta narrativa”

O pastor Silas Malafaia gravou um vídeo nesta segunda-feira (26) para negar as afirmações de jornalistas da GloboNews que o acusaram de ter sido incumbido pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) de atacar o Supremo Tribunal Federal (STF). Malafaia classificou as alegações como “narrativa bandida” e “fundo do poço de uma imprensa cretina”.

Rebatendo as críticas e defendendo seu discurso

Em um pronunciamento de mais de 20 minutos durante o ato pró-Bolsonaro na Avenida Paulista neste domingo (25), Malafaia se manifestou contra algumas ações do Judiciário, como a perseguição ao ex-presidente e o tratamento dado aos manifestantes do 8 de janeiro de 2023 pelo ministro Alexandre de Moraes.

O pastor desafiou qualquer pessoa a apresentar provas de que ele tenha mentido, atacado ou caluniado o STF em seu discurso. Ele argumenta que apenas falou a verdade e apresentou fatos que foram publicados por grandes veículos de comunicação.

“Eu falei verdades, eu mostrei fatos que estão aí, na Globo, na Veja, Folha. Agora falar a verdade é ataque? Para onde vai a nossa democracia? Eu desafio o jornalista canalha da GloboNews a provar que eu ataquei o STF”, disse Malafaia.

Autonomia do discurso e crítica à mídia

Malafaia também salientou que não combinou seu discurso com ninguém e que suas palavras saíram do coração. Ele criticou a mídia por tentar criar uma narrativa negativa sobre a manifestação e por distorcer seus posicionamentos.

“Eu não combinei meu discurso com ninguém, eu falei o que saiu do meu coração. Agora a mídia canalha quer criar uma narrativa contra a manifestação. Que imprensa podre, que imprensa mentirosa!”, declarou o pastor.

Repercussão e debate

O vídeo de Silas Malafaia gerou repercussão e debate nas redes sociais e na mídia. O caso reacende a discussão sobre o papel da imprensa na cobertura de eventos políticos e sobre a liberdade de expressão.

Bruno Rigacci

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies