O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), confirmou presença no ato convocado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) na Avenida Paulista, neste domingo (25). A presença de Zema ao lado de outros governadores, como Tarcisio de Freitas (Republicanos) de São Paulo, Jorginho Mello (PL) de Santa Catarina e Ronaldo Caiado (União Brasil) de Goiás, demonstra a força do bolsonarismo no cenário político nacional, mesmo após a derrota nas eleições de 2022.

Ampla adesão de parlamentares e do prefeito de São Paulo

Além dos governadores, o evento terá a participação de pelo menos 100 deputados federais e 11 senadores, incluindo figuras de destaque como Ricardo Salles, Nikolas Ferreira, Carla Zambelli, Marcos Pollon, Pastor Marco Feliciano, Bia Kicis, Eduardo Bolsonaro, Pedro Lupion e Altineu Côrtes. A presença de parlamentares de diferentes partidos demonstra a amplitude do apoio a Bolsonaro, que se mantém como líder da direita brasileira.

O prefeito da capital paulista, Ricardo Nunes (MDB), também confirmou presença no ato, o que demonstra a divisão no campo político e a capilaridade do bolsonarismo.

Estrutura do evento e expectativas

O evento terá dois trios elétricos e custo estimado entre R$ 90 mil e R$ 100 mil. A expectativa dos organizadores é que de 10 a 15 autoridades discursem no evento, que será aberto com uma oração da ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro e não deverá ter mais de 1h30min de duração.

Segurança e impacto no trânsito

A segurança do evento será reforçada com a presença de 2.000 policiais militares. A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) irá interditar a Avenida Paulista entre as ruas da Consolação e Pamplona das 10h às 18h, o que pode gerar impacto no trânsito da região central da capital paulista.

Significado do ato para o bolsonarismo

O ato pró-Bolsonaro na Avenida Paulista é visto como um momento de mobilização das bases do bolsonarismo e de demonstração de força política. O evento também pode servir para fortalecer a candidatura de Bolsonaro à presidência em 2026, caso ele decida se candidatar.

Reações ao ato

O ato pró-Bolsonaro gerou reações diversas. A oposição critica a convocação do evento, que consideram uma tentativa de desestabilizar a democracia brasileira. Já os apoiadores de Bolsonaro defendem o direito de manifestação e acreditam que o ato será um sucesso.

O ato pró-Bolsonaro na Avenida Paulista é um evento de grande importância para o cenário político brasileiro. A presença de autoridades de diferentes níveis e a grande expectativa de público demonstram a força do bolsonarismo e a polarização da sociedade brasileira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies