A presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann, voltou a atacar a ex-primeira-dama, Michelle Bolsonaro, no X, antigo Twitter, mas recebeu uma nova resposta da presidente do PL Mulher.

A deputada federal petista se revoltou com a declaração da esposa de Jair Bolsonaro de que não existe cristão comunista. A fala se refere ao ministro da Justiça, Flávio Dino, que apareceu segurando uma Bíblia enquanto procura apoio político para ser aceito como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

Em sua publicação, Gleisi Hoffmann disse que Michelle Bolsonaro não tem moral para criticar Lula e Dino, pois é casada com um presidente “genocida, machista e que não gosta das mulheres”. A deputada ainda acusou a ex-primeira-dama de ser receptadora de Queiroz e de Mauro Cid, que é acusado de negociar joias com dinheiro público.

Michelle Bolsonaro respondeu às acusações de Gleisi Hoffmann nos stories do Instagram. A ex-primeira-dama disse que a presidente do PT deveria provar suas acusações, caso contrário, seria uma leviandade.

Michelle Bolsonaro também citou a lista da Odebrecht, que mostrava os apelidos usados para pagamento de propina para Gleisi Hoffmann. A ex-primeira-dama perguntou qual seria o motivo das constantes agressões de Gleisi, sugerindo que ela estaria com inveja do sucesso do PL Mulher ou tentando desviar a atenção do público de outros assuntos.

A troca de farpas entre Gleisi Hoffmann e Michelle Bolsonaro demonstra a polarização política que ainda existe no Brasil. As duas líderes partidárias têm opiniões divergentes sobre diversos temas, e não hesitam em atacar uma à outra nas redes sociais.

A troca de farpas entre Gleisi Hoffmann e Michelle Bolsonaro é um reflexo da polarização política que ainda existe no Brasil. As duas líderes partidárias têm opiniões divergentes sobre diversos temas, e não hesitam em atacar uma à outra nas redes sociais.

A acusação de Gleisi Hoffmann de que Michelle Bolsonaro é receptadora de Queiroz e de Mauro Cid é grave, e deve ser investigada pelas autoridades. A ex-primeira-dama, por sua vez, rebateu as acusações de forma contundente, citando a lista da Odebrecht, que mostra os apelidos usados para pagamento de propina para Gleisi Hoffmann.

É importante lembrar que as redes sociais são um espaço de debate, mas também de propagação de fake news. É importante checar as informações antes de compartilhar, para evitar que elas se espalhem e causem danos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies