A ausência de brasileiros nas primeiras três listas de retirada de estrangeiros da Faixa de Gaza, em meio ao conflito entre Israel e o grupo terrorista Hamas, pode indicar discriminação por parte de Israel.

Até o momento, não há uma justificativa clara para a exclusão dos brasileiros. O governo israelense afirma que a seleção dos grupos é feita em conjunto com o Egito, mas não detalhou os critérios utilizados.

A acusação de discriminação foi feita pela presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann, que disse que Israel está privilegiando países com relações mais próximas a ele.

O governo brasileiro também manifestou preocupação com a situação dos brasileiros em Gaza. O chanceler Mauro Vieira disse que está fazendo gestões junto a Israel e ao Egito para que os brasileiros sejam incluídos nos próximos grupos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site! ACEPTAR
Aviso de cookies