Brasileiro é escolhido para vice-presidente na entidade de Soros

Política Internacional

Pedro Abramovay, uma figura que tem circulado entre os círculos políticos da esquerda brasileira há alguns anos, assumiu recentemente o cargo de vice-presidente de programas da Open Society Foundations, uma entidade fundada pelo bilionário George Soros, que financia diversos projetos da agenda progressista em todo o mundo.

Filho do sociólogo e professor da Universidade de São Paulo (USP), Ricardo Abramovay, Pedro possui uma formação em Direito pela mesma universidade e rapidamente ingressou na esfera política. Após coordenar o Centro Acadêmico 11 de Agosto, ele se tornou assessor do gabinete da então prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, logo após sua formatura em 2002.

No ano seguinte, Pedro Abramovay mudou-se para Brasília, onde, aos 23 anos, tornou-se assessor jurídico da liderança do governo no Senado, sob a liderança do senador Aloizio Mercadante (PT-SP), durante o primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Sua carreira no governo federal ganhou destaque quando ele ocupou posições-chave no Ministério da Justiça, incluindo o cargo de assessor especial, secretário de Assuntos Legislativos e Secretário Nacional de Justiça. Durante esse período, ele participou da coordenação da Campanha do Desarmamento e trabalhou na implementação e regulamentação do sistema penitenciário.

Após sua saída do governo, Pedro Abramovay ingressou na Avaaz, uma organização que promove petições online em apoio a causas progressistas. Em 2013, ele chegou à Open Society Foundations, onde liderou o escritório para a América Latina e o Caribe. Sua atuação na Open Society resultou em um financiamento significativo de projetos no Brasil, direcionando recursos para pautas progressistas, incluindo a legalização das drogas, reformas no sistema penal, a legalização do aborto e a promoção da agenda LGBTQIA+.

Com sua recente nomeação como vice-presidente de programas da Open Society Foundations, Pedro Abramovay solidifica seu papel na promoção e financiamento de projetos alinhados com a agenda progressista não apenas no Brasil, mas em âmbito global. Sua trajetória, que se estende da política brasileira à esfera internacional de ativismo, destaca a influência e o alcance das organizações que buscam impulsionar mudanças sociais e políticas ao redor do mundo.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *