Ivana Trump, a primeira esposa do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, morreu na quinta-feira (14) após cair acidentalmente das escadas de sua casa em Nova Iorque, EUA. A informação partiu de autoridades e da imprensa local, nesta sexta-feira (15).

O escritório legista local disse nesta sexta-feira que a ex-modelo e empresária de 73 anos morreu devido a “ferimentos contundentes” no torso causados por um “acidente” depois que equipes de emergência a encontraram em sua casa em Manhattan.

De acordo com fontes policiais consultadas pelo jornal The New York Post, uma assistente e uma funcionária de limpeza de Ivana tentaram entrar na casa naquela manhã, mas não receberam resposta. Quando um funcionário de manutenção abriu a porta, encontraram o corpo dela no pé de uma escada, ao lado de uma xícara de café virada.

– Estou triste de informar àqueles que a amavam, que são muitos, que Ivana Trump faleceu em sua casa em Nova York – disse, em sua rede social, Donald Trump.

Ele teve com ela seus três filhos mais velhos: Donald Trump Jr., Ivanka e Eric.

– Ivana Trump era uma sobrevivente. Ela fugiu do comunismo e abraçou este país. Ela ensinou a seus filhos coragem e resiliência, compaixão e determinação. Ela fará muita falta para sua mãe, seus três filhos e seus dez netos – disse sua família, em um comunicado.

A ex-modelo nasceu na Tchecoslováquia e emigrou para os Estados Unidos, onde casou-se com o magnata em 1977 e tornou-se colaboradora em vários de seus negócios até chegar a cargos executivos na Trump Organization e em alguns hotéis.

O casal, que era alvo frequente dos tablóides, se divorciou em 1992 em meio a um grande circo midiático após o caso de Trump com a atriz Marla Maples, com quem ele se casaria um ano depois e teria uma filha, Tiffany.

Ivana, que decidiu manter o sobrenome do primeiro marido. Desde então, ela desenvolveu uma carreira versátil na qual lançou linhas de roupas, joias e produtos de beleza, escreveu vários livros e colaborou em revistas.

*EFE

Fonte: Pleno News