Pré-candidato do PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fez um agradecimento especial neste sábado (9), durante um discurso em Diadema, em São Paulo, ao ex-vereador petista Manoel Eduardo Marinho, também conhecido como Maninho do PT.

O ex-parlamentar foi preso em abril de 2018 por tentativa de homicídio após empurrar o empresário Carlos Alberto Bettoni, que ficou desacordado ao bater com a cabeça num caminhão.

– Maninho, eu quero, em teu nome, agradecer a toda a solidariedade do povo de Diadema. Porque foi o Maninho e o filho dele que estiveram nessa batalha – declarou o presidenciável.

No agradecimento, Lula ainda destacou que tentou diminuir a pena do colega de partido para seis meses, visto que oficialmente Maninho ficou encarcerado por sete meses. Veja o vídeo abaixo.

RELEMBRE O CASO
Bettoni foi agredido em frente ao Instituto Lula, zona sul de São Paulo, em abril de 2018, quando o então juiz federal Sergio Moro expediu mandado de prisão contra Lula.

Após ser empurrado, o empresário bateu a cabeça em um caminhão e ficou desacordado. Maninho do PT foi preso por tentativa de homicídio.

Fonte: Pleno News