Nesta sexta-feira (6), o pré-candidato ao governo de São Paulo pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Fernando Haddad, afirmou que o antibolsonarismo e a rejeição ao ex-governador de São Paulo, João Doria, são maiores do que a rejeição aos petistas. Ele deu declarações durante a sabatina UOL/Folha de S.Paulo. As informações são do UOL.

– O antibolsonarismo hoje é muito maior. Basta pegar as pesquisas de opinião da votação do [ex-presidente] Lula. Lula é o menos rejeitado em todo o Brasil, inclusive, São Paulo. Quando vocês falam de rejeição do antipetismo, a impressão que dá é que vocês querem reforçar o antipetismo, ao invés de liderar com números oficiais. O que existe hoje é antibolsonarismo e antidorismo – disse Haddad.

Ainda segundo ele, o pior período contra o PT já foi superado em São Paulo.

Confira a entrevista completa, no vídeo:

Fonte: Pleno News