Em São Paulo, a Controladoria Geral do Município (CGM) suspendeu temporariamente o pagamento de R$ 100 mil a Daniela Mercury pelo show realizado em evento de centrais sindicais no último domingo (1º), no Pacaembu. A informação foi divulgada pela coluna Painel, da Folha de S. Paulo.

O controlador Daniel Falcão disse, por meio de um ofício, nesta quinta-feira (5), que a suspensão deve durar “até o final de procedimento de apuração dos fatos e eventuais responsabilidades funcionais e empresariais”.

No evento, sete centrais sindicais comemoravam o Dia do Trabalhador e também manifestaram apoio a Lula (PT). O petista participou do ato e discursou.

O evento contou com a participação de vários políticos e artistas declaradamente favoráveis a Lula. Nomes como José Dirceu, Fernando Haddad, Guilherme Boulos e Gleisi Hoffmann participaram do evento. A própria Daniela Mercury declarou voto em Lula durante sua apresentação e saiu em defesa da candidatura petista.

O site O Antagonista revelou que os recursos para o evento vieram da Prefeitura de São Paulo e foram reservados à festa por meio de emendas parlamentares de vereadores que garantiram dinheiro tanto para a estrutura e quanto para o cachê dos artistas.

Fonte: Pleno News